05  a 8/10/2020
Maputo - MZ
xviiicongressocfeflp.maputo2020@gmail.com
(+258) 84 900-0918

XVIII CCDEFPLP

XVIII Congresso de Ciências do Desporto e de Educação Física dos Países de Língua Portuguesa

Desporto e Educação Física

 Identidade e Missão nesta era de erosão da axiologia, da cultura e da educação

Maputo, a cidade das acácias, situada nas margens do Índico e iluminada, durante o dia, por luzeiros de fraternidade e, à noite, por miríades de estrelas, vai acolher, de 5 a 8 de outubro de 2020, o XVIII CCDEFPLP.

A Faculdade de Educação Física e Desporto da Universidade Pedagógica de Maputo convida toda a comunidade lusófona da área a marcar presença em tão relevante evento. A todos quer receber e saudar com os braços abertos e com a alma e o coração em estado de júbilo e canto. A isso acresce a policromia e a calorosa hospitalidade que transbordam no povo moçambicano.

O afetuoso reencontro constituirá, por certo, uma oportunidade de fecunda reflexão sobre os problemas que nos assolam. E tanto precisamos dela! As janelas abertas, nos últimos anos, no horizonte profissional do Desporto e da Educação Física não devem adormecer-nos. Ao invés, há ponderosas razões para avivar o desassossego. Todos os domínios da atividade social foram colonizados por interesses comerciais, fragilizando os vínculos e compromissos culturais, axiológicos, humanistas e universalistas. A escola e a universidade não escaparam a esta investida. A definição da identidade da profissão é inconclusa; a necessidade de reformulação e afirmação da missão do Desporto e da Educação Física nunca se dá por satisfeita, porquanto é supratemporal.

1. A contemporaneidade ‘líquida’ (Zygmunt Bauman) é uma era crepuscular (Lipovetski). Parece apostada em destruir todos os legados, axiomas e marcos da Modernidade, em abater o que é sólido e as fontes e instituições fiadoras de confiança e segurança, em estabelecer o primado do superficial e volátil, e em explorar o capital da angústia, da incerteza, da insegurança, do desespero e do medo.

Os factos subjugam os princípios e valores, esfuma-se a respeitabilidade da sabedoria, da verdade e da ética, minguam os deveres e exigências, falece a autenticidade, cresce o calculismo, decresce o apego ao pensamento e à razão. Em vez de comandar o tempo, o modo de pensar é ditado por aquele.

Os abusos imperam em todos domínios. O projeto da Humanidade encontra-se numa encruzilhada. Não há nesta sinalização credível, que aponte para um futuro sublimador da desesperante conjuntura.

Parece que não fomos educados para o uso reto, justo e decente do conhecimento e dos meios ao nosso alcance. Falta-nos uma cultura da espiritualidade, da verdade e do desenvolvimento virtuoso do Ser Humano no tocante à responsabilidade, à cidadania universal, à consciência ética e social acerca do curso do mundo.

2. Nesta conformidade o XVIII CCDEFPLPelege os seguintes objetivos:

  • ‘Recordar’ e revisitar a matriz ‘artística’ do desporto.
  • Apelar à urgência de remissão discursiva e prática do ideário desportivo.
  • Advertir para desvios e perigos da mentalidade fabricadora e utilitária, e de uma racionalidade científica, sem abertura para inquietudes éticas.
  • Acordar a necessidade de renovar o olhar antropológico, cultural, filosófico e pedagógico sobre o Desporto, a Educação e a Educação Física.
  • Desatar as energias interiores de cada um e fazer sonhar com novos céus e nova terra.

O foco principal do congresso incide na chamada de atenção para este facto: o Desporto está a esquecer a sua idiossincrasia, a ser capturado pelo pragmatismo e utilitarismo, pelo ‘império do efémero, pelos tentáculos do polvo do mercado e pela ‘civilização do espetáculo’, correndo o risco de se afastar do estádio grego e abeirar do circo romano, de se divorciar da arété e paideia gregas, da cultura humanista e iluminista.

O mesmo se passa no contexto sociocultural. Por isso, o olhar sobre o desporto implica um olhar sobre a conjuntura e reprova a indiferença face ao que nela acontece. Enfim, reclama a urgência de passar à ofensiva. Queremos sonhar um Desporto melhor, uma Educação melhor e uma Educação Física melhor: para um Mundo melhor!

Por tudo isto, sejam bem-vindos a Maputo e a Moçambique, a um país que o navegador Vasco da Gama, na viagem para a Índia, em 1498, designou “terra da boa gente”!

Realização

 
UP
FEFD
 

Parceiros

 
BCI
Comité Olimpico de Moçambique
Comité Olímpico de Portugal
Conselho Municipal da Cidade de Maputo
Escola Portuguesa
Fundo de Promoção Desportiva
Instituto Nacional de Desporto
Ministério de Juventude e Desporto
 

Países Envolvidos

 
Moz
Angola
Brasil
Guiné Bissau
Cabo Verde
Macau
Guiné Equatorial
São Tomé e Principe
Timor Leste
Portugal
 

XVIII

Congresso de Ciências do Desporto e de Educação Física dos Países de Lingua Portuguesa

24+

INSCRITOS
24637
Total Visitors
VISITAS

Links úteis

Sobre o congresso

O XVIII Congresso de Ciências do Desporto e Educação Física dos Países de Língua Portuguesa vai ter lugar em Maputo - Moçambique, numa realização da Faculdade de Educação Física e Desporto da Universidade Pedagógica de Maputo (UPM), entre os dias 05 e 08 de Outubro de 2020.

Contacto

Utilize o formulário de contato da página para nos escrever. Essa é a forma mais rápida de obter retorno.
Endereço:   Av. Eduardo Mondlane no 955, Esquina com Av. Salvador Allende
Telefone: (+258) 84 900-0918
Email:  xviiicongressocfeflp.maputo2020@gmail.com
© 18º Congresso de Ciências do Desporto e de Educação Física dos Países de Língua Portuguesa
calendarenvelopechevron-circle-rightfile
Início da página